Comportamento negativo dos pais aumenta risco de a criança se envolver com bullying

Postado em 28/09/2020

Comportamento negativo dos pais aumenta risco de a criança se envolver com bullying

Pesquisadores da Universidade de Warwick, nos Estados Unidos, analisaram informações coletadas por 70 estudos diferentes, de 1970 a 2012, envolvendo mais de 200 mil crianças, para comprovar, mais uma vez, que o comportamento dos pais tem influência direta nas atitudes dos filhos – e que isso pode acontecer para o bem ou para o mal.

Para elaborar a análise, os profissionais dividiram o comportamento dos adultos em duas categorias distintas: o positivo (que incluiu características como autoridade, comunicação, envolvimento, apoio, supervisão e afeição) e o negativo (como abusos, negligência e superproteção). Em seguida, compararam todos os dados das famílias, chegando à conclusão de que o comportamento negativo dos pais aumenta o risco de a criança sofrer e também praticar bullying.

“As pessoas normalmente assumem que o bullying é um problema das escolas, mas este estudo deixa claro que os pais têm um papel muito importante na questão”, afirmou, em nota, o professor Dieter Wolke, um dos autores do texto. “É vital que todos entendam isso para que sejam feitos programas de intervenção não só nas instituições de ensino, mas também dentro das casas dessas famílias, encorajando as práticas positivas”, completou.

O professor explicou ainda porque a superproteção foi incluída na lista de comportamentos negativos. De acordo com ele, as crianças precisam de apoio, mas não podem ser banidas de todas as experiências negativas. “Quando fazem isso, os pais não deixam os filhos aprenderem quais são as melhores maneiras de lidar com seus problemas e fazem com que eles se tornem mais vulneráveis”, disse.

 

 

Outras Notícias

 

Férias Escolares – o que fazer com as crianças?
Postado em 25/01/2021

Nessas condições, os pais devem organizar atividades para que as férias se tornem prazerosas para seus filhos, mesmo não tendo viajado.

Para isso, é bom manter os contatos sociais tanto com pessoas da família como avós, primos e tios, par...
leia mais »

Teimosia: o que fazer quando seu filho só diz não
Postado em 16/01/2021

Seu filho está fascinado com a palavra "não"? Ele provavelmente acabou de descobrir que tem vontades e desejos e quer exercitar isso, explica Susanne Denham, professora da Universidade George Mason (EUA) e autora do livro "Emotional Development in Young Children"...
leia mais »

O filho único
Postado em 09/01/2021

O filho único possui mais qualidades que defeitos. Sempre foi dito que o conceito de filho único estava associado com a extrema proteção e a má educação. No entanto, hoje em dia, o panorama dessa situação está mudando. As inves...
leia mais »