Mentalidade Infântil - O Cérebro das Crianças

Postado em 14/03/2019

Mentalidade Infântil - O Cérebro das Crianças

O cérebro humano é constituído por dois hemisférios conectados entre si, e apesar de todos nós usarmos ambos os hemisférios, a maioria de nós tem a tendência a desenvolver mais em um hemisfério que no outro. E isto tem muito haver com a forma como seu filho aprende na escola.

Lado esquerdo mais desenvolvido

Os investigadores dizem que crianças com o lado esquerdo do cérebro mais desenvolvido tendem a ser lógicas e analíticas, com fortes habilidades matemáticas e linguisticas. Elas geralmente são capazes de trabalhar bem seu foco em classes barulhentas, embora possam preferir uma sala silenciosa.

Escolas modernas com ênfase em testes padronizados têm trabalhado no desenvolvimento dos alunos para o lado esquerdo do cérebro uma vez que essas crianças se destacam em pesquisa e memorização.

Lado direito mais desenvolvido

As crianças com o lado direito do cérebro mais desenvolvido são imaginativas e intuitivas porque tendem a reconhecer padrões e serem bons visuais. Em uma criança com "o lado direito do cérebro desenvolvido" você provavelmente encontrará um artista, um músico ou um escritor - alguém extremamente criativo que pode parecer desorganizado e sonhador aos professores. Embora estas crianças tenham tendência a progredirem nas aulas de arte, elas podem se contorcer durante as aulas convencionais e ter dificuldade em trabalhar de forma independente. Quando colocadas em um grupo, elas irão brilhar ao trabalhar com os outros.

Seu filho se encaixa em ambos os casos?

Ninguém é totalmente "cérebro esquerdo" ou "cérebro direito". Isso acontece porque ambos os lados do cérebro trabalham em conjunto e embora possamos ter tendências de uma forma ou de outra a desenvolver mais um lado do que o outro, há muitas pessoas que são capazes de trabalhar bem com os dois lados do cérebro.

Nós realmente precisamos de ambos os lados - para a maioria das funções complexas, os dois lados do cérebro são importantes, enquanto o hemisfério direito absorve todas as pepitas de dados, apenas o hemisfério esquerdo pode dividir e organizar as informações de forma a dar sentido.

Ajudando a desenvolver o cérebro do seu filho

O cérebro é responsável pelo reflexo, sensação, percepção, compromisso e detecção de padrões no mundo. Veja como estimular o cérebro do seu filho:

Se ele ainda é um bebê, então fale muito com ele. Os bebês são capazes de aprender muito sobre o que você diz, mesmo quando eles próprios ainda são incapazes de falar. Esta é a fase em que seus cérebros estão ocupados formando circuitos emocionais para que eles aprendam a perceber os objetos, eventos físicos e principalmente as propriedades da linguagem.

Se ele já é maiorzinho, aproveite e ajude-o a reconhecer as diferenças no ambiente e na sociedade que o rodeia. Por exemplo, faça ele pensar sobre a natureza e a origem das estações, as mudanças das marés e até mesmo sobre o significado dos feriados. Incentive-o a aprender mais do que um idioma. As crianças conseguem aprender com facilidade dois ou mais idiomas ao mesmo tempo. Em contextos informais, apresente-o a elementos culturais e estéticos, como música, poesia e padrões geométricos. A exposição a esses elementos pode estabelecer as bases para criar as formas dele pensar e que será útil no futuro.

Outras Notícias

 

5 maneiras de tornar a TV uma aliada na educação do seu filho
Postado em 17/06/2019

Quando você olha seu filho assistindo à televisão, fica totalmente tranquilo ou com receio de que aquele hábito pode não ser tão bom para ele? Segundo o professor Cláudio Márcio Magalhães, autor do livro Os Programas Infantis da TV (Ed...
leia mais »

Por que usar o dicionário?
Postado em 10/06/2019

Quando entramos em contato com algo novo, nem sempre entendemos exatamente do que se trata. Nossa curiosidade e sede de saber, entretanto, requerem um entendimento pleno. No caso das palavras, para satisfazer plenamente tal entendimento, há um recurso muito simples e prático: o dici...
leia mais »

Postura correta para ler
Postado em 01/06/2019

Quando se fala de leitura, a maioria já pensa na cama ou no sofá e em um travesseiro macio, parece cena de quem vai dormir ou tirar um cochilo, e é isso mesmo que acontece, ao escolher esses ambientes, os leitores pegam no sono.

Então, vejamos a postura corre...
leia mais »